Panleucopenia

23/11/2011 17:53

Panleucopenia

 

É uma doença causada por um vírus bastante resistente, que pode sobreviver no meio ambiente por um ano.

 

O vírus penetra no animal através da boca ou focinho. A seguir, ele vai pela corrente sanguínea infectar órgãos cujas células se multiplicam velozmente, como medula óssea, intestinos e gânglios linfáticos.

 

Os sinais da doença são: falta de apetite, apatia, febre, diarreia, vômitos, e desidratação. Ocorre uma diminuição nas células de defesa do organismo, os leucócitos, daí o nome da doença, panleucopenia.

 

Gatinhos muito novos podem morrer em 2 ou 3 dias. Em gatos adultos, a doença pode manifestar-se de uma forma branda ou bastante grave. Quando a doença acomete uma fêmea gestante, pode haver morte do feto ou o filhote pode nascer com o cerebelo pouco desenvolvido. Essa região é responsável pelo equilíbrio. Assim, alguns gatinhos que foram infectados durante a gestação com o vírus da panleucopenia podem apresentar ataxia (incoordenação). Esse "defeito", algumas vezes, pode ser compensado pelo animal, sendo compatível com a vida.

 

A contaminação se dá pelo contato direto com animais doentes ou indireto, através da saliva, vômito, fezes e urina de gatos doentes. Animais convalescentes podem eliminar vírus por vários meses após a recuperação. As fêmeas transmitem a doença para os filhotes através da placenta.

 

O diagnóstico é feito através dos sinais clínicos e exame de sangue. O tratamento consiste em dar condições para que o animal vença a doença, combatendo os sintomas (vômito, diarreia, desidratação, infecções oportunistas).

 

A única maneira segura de prevenir a doença e através da vacinação. Mesmo com a vacina, deve-se evitar o contato com animais doentes, animais que adoeceram há poucos meses e ambientes que abrigaram gatos doentes.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!